Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/9938
Título: Estudo sobre a prevenção e controlo de infeções na prática odontológica em unidades sanitárias de Luanda
Study on the prevention and control of infections in dental practice in health units of Luanda
Autores: Macosso, Teresa Dalbertina
Resendes, Ana
Macosso, Alberto Paca
Vueba, Manuel Londa
Costa, Maria do Céu
Palavras-chave: MEDICINA
MEDICINA DENTÁRIA
BIOSSEGURANÇA
CONTROLO DE INFEÇÕES
MEDICINE
DENTISTRY
BIOSECURITY
INFECTION CONTROL
ANGOLA
LUANDA
Editora: Edições Universitárias Lusófonas
Resumo: Tendo por objetivo conhecer os problemas decorrentes da importância atribuída ao controlo de infeções na prática odontológica em Luanda, foi desenhado um estudo analítico, descritivo e prospetivo, para estabelecer uma relação causa-efeito, com base num formulário original de entrevista semiestruturada, com perguntas abertas e fechadas. Na amostra, constituída por 28 profissionais de odontologia e 7 gestores de unidades de assistência odontológica, mais de 75% estavam totalmente satisfeitos ou satisfeitos com as noções de microbiologia, 82% referiram ter tido prática laboratorial e 86% consideram terem recebido conhecimentos suficientes durante a formação para o desempenho da sua atividade. Porém, 86% não recebeu qualquer formação contínua nos últimos 3 anos. Existem em funcionamento Comissões de Controlo de Infeção, mas em 71% dos casos não existem registos de relatórios de trabalho das referidas Comissões, nem de qualquer mapeamento microbiológico.
The purpose of this study was to identify the problems arising from the importance attributed to the control of infections in dental practice in Luanda. An analytical, descriptive, and prospective study was designed to establish a cause and effect relationship based on an original semi-structured interview form with open and closed questions. In the sample, consisting of 28 dental professionals and 7 managers of dental care units, more than 75% were fully satisfied or satisfied with the notions of microbiology, 82% reported having had laboratory practice and 86% considered receiving knowledge during training to perform their activity. However, 86% did not receive any continuous training in the last three years. Infection Control Committees are operational, but in 71% of the cases there are no records of the Commissions' work reports or any microbiological mapping.
Descrição: Biomedical and biopharmaceutical research : jornal de investigação biomédica e biofarmacêutica
URI: http://hdl.handle.net/10437/9938
ISSN: 2182-2379
Aparece nas colecções:Biomedical and Biopharmaceutical Research Vol.15 n.º2 (2018)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
art4.pdfArtigo692.13 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.