Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/5953
Título: Modernismo e sustentabilidade: conjuntos urbanos da Grande Lisboa :1945-1973
Autores: Fernandes, Pedro Afonso Nunes Correia de Costa
Orientadores: Moutinho, Mário, orient.
Palavras-chave: URBANISMO
DOUTORAMENTO EM URBANISMO
MODERNISMO
DESENVOLVIMENTO URBANO
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
SUSTENTABILIDADE URBANA
ÁREAS METROPOLITANAS
ESPAÇOS URBANOS
ANÁLISE URBANÍSTICA
LISBOA
URBANISM
LISBON
MODERNISM
URBAN DEVELOPMENT
SUSTAINABLE DEVELOPMENT
URBAN SUSTAINABILITY
METROPOLITAN AREAS
URBAN SPACES
URBAN ANALYSIS
Resumo: O objetivo deste trabalho é ilustrar como os valores do desenvolvimento sustentável (ecologia, equidade e economia) estavam já presentes na cidade moderna. Para o efeito, foram estudados quatro conjuntos urbanos localizados na Grande Lisboa cuja génese remonta ao período entre 1945 e 1973: «Bairro das Estacas» em Alvalade – Lisboa; Nova Oeiras; Santo António dos Cavaleiros – Loures e Quinta do Mendes – Odivelas. Os principais resultados obtidos sugerem a importância do valor da ecologia na cidade moderna, na forma de espaços verdes abundantes e estruturantes, sobretudo nas primeiras realizações dado que esta caraterística do urbanismo moderno tendeu a diluir-se por razões de economia de solo e de retorno a formas tradicionais de cidade a partir da década de 1960. O valor da equidade social, expresso designadamente através de uma ampla oferta de equipamentos coletivos, revelou-se mais persistente no tempo enquanto intenção programática, se bem que nem sempre concretizada plenamente e em tempo útil. Já o valor da economia tendeu a sobrepor-se aos demais, não apenas por via de uma crescente densificação do espaço urbano, mas também pelo recurso a tecnologias construtivas que favoreciam as economias de escala e de processo. Foi também desenvolvido um modelo multicritério de avaliação da sustentabilidade do espaço urbano. Da sua aplicação aos conjuntos estudados em profundidade, resulta a impressão de um maior grau de sustentabilidade associado a intervenções pioneiras como Nova Oeiras ou o «Bairro das Estacas». Este último concilia espaços verdes e equipamentos (inseridos em Alvalade) com uma expressiva oferta de comércio e serviços de proximidade, evidenciando uma caraterística original e inovadora do Modernismo Português: a diversidade funcional, normalmente presente exceto em realizações mais funcionalistas e menos conseguidas, como é o caso de Santo António dos Cavaleiros.
The objective of this work is to illustrate how the sustainable development values (ecology, equity and economy) were already present in the modern city. To this end, four urban developments located in Greater Lisbon and planned between 1945 and 1973 were studied in depth: «Bairro das Estacas» in Alvalade – Lisbon; Nova Oeiras; Santo António dos Cavaleiros – Loures and Quinta do Mendes – Odivelas. The main results suggest the importance of the value of ecology in the modern city, in the form of structuring and abundant green spaces, especially in the early accomplishments since this feature of modern urbanism tended to blur for reasons either of scarcity of soil or related with the return to traditional urban forms during the 1960s. The value of social equity, particularly expressed through a wide range of community facilities, proved to be more persistent in time as programmatic intent, though not always timely or fully realized. The value of economy tended to overlap the others, not only through increasing density of urban space, but also by the use of building technologies favouring economies of scale and process. A multiple criteria evaluation model of sustainability of urban space was developed. From its application to the developments studied in depth resulted the impression of a greater degree of sustainability associated with pioneering interventions such as Nova Oeiras or «Bairro das Estacas». The latter combines green spaces and community facilities (inserted in Alvalade site) with a significant offer of trade and neighbourhood services, demonstrating an original and innovative characteristic of the Portuguese Modernism: the functional diversity, normally present except in less successful developments connected with functionalism such as Santo António dos Cavaleiros.
Descrição: Orientação : Mário Moutinho
URI: http://hdl.handle.net/10437/5953
Aparece nas colecções:Biblioteca - Teses de Doutoramento
Doutoramento em Urbanismo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1_DURB - Tese PAF - Dez 2014 - Completa.pdfTese de Doutoramento107.1 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.