Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/5477
Título: Competências emocionais e de autoconceito dos desempregados do concelho de Leiria
Autores: Silva, Dora Isabel Alves da
Orientadores: Campos, Maria Paula Oliveira, orient.
Palavras-chave: GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
COMPETÊNCIAS
EMOÇÕES
AUTOCONCEITO
DESEMPREGO
GESTÃO DE COMPETÊNCIAS
HUMAN RESOURCES MANAGEMENT
MANAGEMENT SKILLS
SKILLS
EMOTIONS
SELF-CONCEPT
UNEMPLOYMENT
MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
GESTÃO
MANAGEMENT
Resumo: Se gerir pessoas, atualmente, significa gerir os seus sentimentos, então, cada vez se toma mais importante o papel das competências emocionais, sabendo que estas são hoje fatores de êxito pessoal e profissional. Uma pessoa emocionalmente competente tem mais consciência de si e das suas fragilidades, conseguindo ultrapassar melhor os obstáculos, alcançando os seus objetivos com mais confiança (Goleman, 2010). Além disso, o autoconceito está fortemente interligado com o desenvolvimento das competências emocionais (Greenspan, 2009). Com efeito, é pertinência desta investigação compreender como as competências emocionais se relacionam com o autoconceito, numa amostra de desempregados, constituída por 223 voluntários. Foram administrados dois questionários: o Questionário de Competência Emocional, de Faria e Santos (2011) e a Escala de Autoconceito de Competência, de Santos e Faria (2008). Em termos de resultados, concluímos que o desemprego interfere com as competências emocionais e com o modo como nos avaliamos e percecionamos (competências de autoconceito).
If managing people, currently, means to manage their feelings, then, it is becoming more important the role of emotional competences, knowing that those are today's personal and professional success factors. An emotionally competent person is more aware of themselves and of their weaknesses, achieving better overcome the obstacles, reaching their goals with more confidence (Goleman, 2010). In addition, the self-concept is strongly linked to the development of the emotional competences (Greenspan, 2009). In fact, the relevance of this research is to understand how emotional competences are related to the self-concept, in a sample of unemployed people, consisting of 223 volunteers. Two questionnaires were administered: The Emotional Competence Questionnaire (Faria & Santos, 2011) and the Self-Concept Scale of Competence (Santos & Faria, 2008). In terms of the results, we concluded that the unemployment interferes with the emotional competences and the way in which we evaluate and perceive ourselves (self-concept competencies).
Descrição: Orientação: Paula Campos
URI: http://hdl.handle.net/10437/5477
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertacaoMestrado_DoraSilva.pdfDissertação de Mestrado972.66 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.