Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/4597
Título: Unidades de Cuidados Continuados Integrados:  uma resposta ao envelhecimento e à dependência em Portugal
Continuous Care Units: a response to aging and dependency in Portugal
Autores: Monteiro, Maria Carolina Juliana
Santos, Osvaldo
Costa, Maria do Céu
Palavras-chave: MEDICINA
MEDICINE
ENVELHECIMENTO
AGEING
CUIDADOS CONTINUADOS
CONTINUING CARE
PORTUGAL
REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS
NATIONAL NETWORK FOR INTEGRATED CONTINUOUS CARE
FORMAÇÃO PROFISSIONAL
VOCATIONAL TRAINING
Relatório da Série N.º: Edições Universitárias Lusófonas
Resumo: A população portuguesa encontra-se num processo de envelhecimento, e tem de enfrentar esta nova realidade demográfica. Vários determinantes nomeadamente biológicos, psicológicos e sociais, foram já identificados. O aumento da prevalência de doenças crónicas e incapacitantes, como consequência directa do envelhecimento humano, tem aumentado a procura de respostas na área da saúde e ao nível social. A Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (REDE) surge como resposta a esta nova problemática. Através da implementação de Unidades de Cuidados Continuados Integrados (UCCI), a REDE é uma alternativa aos internamentos nos hospitais de pessoas em situação de dependência e com necessidade de cuidados diferenciados mas sem necessidade de cuidados típicos de uma unidade de agudos. As UCCI apresentam um modelo de intervenção multidisciplinar que contempla as vertentes da saúde, social e económica dos utentes, composta por equipas multidisciplinares. Devido às especificidades da população idosa e/ou dependente, a intervenção especializada dos profissionais das UCCI, deve ser cuidadosamente preparada com base no treino e especialização, aspectos centrais do sucesso da REDE.
The Portuguese population is undergoing an irreversible aging process and must deal with this demographic issue. Many influencing factors have been identified, including biological, psychological and social changes which have led to this new social stratification. The increasing prevalence of chronic and debilitating illnesses as a direct result of human aging has increased the demand for answers on both a health and social level. Life expectancy at birth in Portugal is almost 81 years, one year above the OECD mean. Life expectancy for women is 84 years, compared to 78 years for men. The National Network for Continuous Care (REDE) was formed in response to this new issue. The implementation of Continuous Care Units (UCCI) provide an alternative to hospitalization for dependent people needing special care but who do not require the specific care of an acute unit. The UCCI present a model of multidisciplinary intervention that covers all aspects of a health, social and economic nature and, consists of multidisciplinary teams. Due to the characteristics of the elderly and / or their situation of dependency, the intervention from specialized professionals of UCCI must be carefully prepared. Focused training and team expertise are key factors of the REDE’s success.
URI: http://hdl.handle.net/10437/4597
ISSN: 2182-2379
Aparece nas colecções:Biomedical and Biopharmaceutical research Vol.10 n.º2 (2013)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
unidades_cuidados_continuadis_integrados.pdf373.71 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.