Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/2122
Título: Actividade de acetilcolinesterase em esponjas marinhas da costa portuguesa
Acethylcholinesterase activity in marine sponges from the Portuguese coast
Autores: Coito, Rui
Torres, Pedro
Costa, Maria do Céu
Humanes, Madalena
Almeida, Marise
Palavras-chave: CIÊNCIAS DO AMBIENTE
ENVIRONMENTAL SCIENCES
BIOLOGIA MARINHA
MARINE BIOLOGY
MONITORIZAÇÃO AMBIENTAL
ENVIRONMENTAL MONITORING
BIOQUÍMICA
BIOCHEMISTRY
Editora: Edições Universitárias Lusófonas
Resumo: As esponjas marinhas são organismos ubíquos possuindo muitas características que lhes conferem um elevado potencial como organismos bioindicadores. Dado que se reveste de enorme importância e premência o estabelecimento de um grande número de organismos que possam actuar como bioindicadores de exposição a poluentes, neste trabalho investigamos a presença do biomarcador acetilcolenesterase nas esponjas marinhas Spongia officianalis e Spongia agaricina. Os exemplos foram recolhidos em locais pré-seleccionados ao longo da costa oeste portuguesa em locais considerados não sujeitos a poluição. Escolheram-se também alguns pontos de amostragem onde pode ocorrer alguma actividade antropogénica. Para o estudo foi usado um método padrão de detecção da actividade de acetilcolinesterase - a produção do ião 5-tio-2-nitrobenzoato. Estabeleceu-se a presença de acetilcolinesterase nestas espécies e validou-se o método em termos de repetibilidade e reprodutibilidade para estes organismos. Foi também possível determinar o intervalo normal de valores de actividade específica de AChE para as espécies em estudo [0,000; 1,270] mU of AChE/mg of proteina para S. officinallis e [0,000; 1,439] mU of AChE/mg de proteina para S. agaricina.
Sponges, ubiquitously occurring organisms, have many characteristics that provide their foreseen potential as biomonitors. Since it is very important to find the most wide range of organisms that can act as early wamers of pollution, we investigated the presence of the biomarker acetylcholinesterase in the marine sponges Spongia officinalis and Spongz'a agarícina. The specimens were collected from pre-selected sites along the western coast of Portugal, which considered undisturbed in terms of pollution. Some sites were also chosen, where anthropogenic activities can be predicted to occur. A standard analytical method was used for the determination of the acetylcholinesterase activity based on the production of 5-thio-2-nitrobenzoate ion. We ascertain the presence of this enzyme in these species and also validate the method in respect to the repeatability and reproducibility. It was possible to determine the normal interval range of the acethylcholinesterase (AChE) speciflc activity levels for these species: [0.000; 1.270] mU of AChE/mg of protein for S. oficinalis and [0.000;1.439] mU of AChE/mg of protein for S. agaricina.
Descrição: Revista Lusófona de Ciências e Tecnologias da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10437/2122
ISSN: 1646-3854
Aparece nas colecções:Revista Lusófona de Ciências e Tecnologias da Saúde, Ano 4, nº2 (2007)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
671-2412-1-PB.pdf1.05 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.