Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/14472
Título: Prática de judo e comportamento agressivo em crianças e jovens com medida de acolhimento residencial
Autores: Jorge, Rogério
Gameiro, Fátima
Pedro, Ana
Almeida, Miriam
Palavras-chave: JUDO
AGRESSIVIDADE
ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL
AGGRESSIVENESS
INSTITUTIONAL CARE
SERVIÇO SOCIAL
SOCIAL WORK
Editora: Dykinson S.L
Citação: Jorge, R., Gameiro, F., Pedro, A., & Almeida, M. (2023). Prática de judo e comportamento agressivo em crianças e jovens com medida de acolhimento residencial. In M. Bermúdez-Vásquez (Coord). Caminos de reflexión y pensamiento: Análisis desde la filosofía hasta los ODS (pp. 354-373). Colección Conocimiento Contemporáneo. Dykinson S.L. ISBN: 978-84-1122-826-8
Resumo: O judo tornou-se uma atividade popular para os jovens pelo mundo inteiro e mais recentemente têm havido esforços para introduzir este desporto em contextos educacionais e de reabilitação. No âmbito do projeto D’AR-TE, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Santarém, crianças e jovens em perigo com medida de acolhimento residencial, iniciaram o treino de judo, orientado por um mestre federado, durante 1 hora e 30 minutos, duas vezes por semana. Este estudo longitudinal teve como objetivos conhecer a perceção das crianças e jovens relativamente à prática de judo e avaliar a relação entre esta prática e os comportamentos agressivos nas crianças e jovens em acolhimento residencial, com avaliação no início da prática e três meses depois. Participaram quatro crianças e dez jovens do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 7 e os 21 anos, que integram duas respostas residenciais da Casa de Acolhimento. Para a execução dos objetivos utilizou-se uma orientação metodológica mista, quantitativa e qualitativa dos dados. Como instrumentos foram utilizados uma grelha de observação dos comportamentos de agressão (GOCA) preenchida pelos elementos das equipas educativa e técnica das unidades residenciais sempre que se verificava a ocorrência de um comportamento de agressão (físico, verbal e contra equipamento) e uma entrevista semiestruturada que avaliava a perspetiva pessoal da criança e jovem relativamente à relação da prática de judo durante três meses e a mudança nos comportamentos de agressão ao nível físico, verbal e contra equipamentos. Os resultados demonstram que após três meses de prática de judo, as crianças e jovens em acolhimento residencial manifestam perceções mais positivas relativamente à influência desta prática a nível comportamental e apresentam menos comportamentos de agressão física. Conclui-se que a prática de judo é percecionada pelas crianças e jovens como uma modalidade positiva relativamente ao ajustamento comportamental e revela-se como uma ferramenta útil na diminuição dos comportamentos de agressão nas crianças e jovens com medida de acolhimento residencial.
Descrição: Caminos de reflexión y pensamiento: Análisis desde la filosofía hasta los ODS
URI: http://hdl.handle.net/10437/14472
ISBN: 978-84-1122-826-8
Aparece nas colecções:ISS - Capítulos de Livros Internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ind_4_Nodos_Judo_ebooks_978-84-1122-826-8.pdf546.67 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.