Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/14182
Título: Preconceito, teoria de contacto e embodiment na ótica de uma metanálise
Autores: Félix, Elsa Maria Ludovice Santos
Orientadores: Costa, Leonor Pereira da, orient.
Palavras-chave: MESTRADO EM PSICOLOGIA SOCIAL E DAS ORGANIZAÇÕES
PSICOLOGIA
PSYCHOLOGY
PSICOLOGIA SOCIAL
SOCIAL PSYCHOLOGY
PRECONCEITO
PREJUDICE
REALIDADE VIRTUAL
VIRTUAL REALITY
RELAÇÕES INTERGRUPAIS
INTERGROUP RELATIONS
PLATAFORMAS DIGITAIS
DIGITAL PLATFORMS
Resumo: O preconceito, enquanto atitude, emoção e/ou juízo de valor, negativo e depreciativo, molda as relações intergrupais, e exclui grupos e pessoas em detrimento de outras (Allport, 1954; Brown, 1995; Duckitt, 1992, 2019). A pesquisa demonstra que o Contacto Intergrupal Indirecto reduz o preconceito (); e, que as plataformas digitais (online/virtual/online) são uma ferramenta privilegiada de mudança nas relações intergrupais No âmbito de um projeto de intervenção Fighting Prejudice, procurámos avaliar a eficácia da Realidade Virtual e do Embodiment, á luz da Hipótese de Contato (Allport, 1954; Pettigrew & Tropp, 2006) na redução do preconceito, via contato intergrupal virtual () A presente meta - análise testou as seguintes hipóteses: H1) o contato intergrupal via plataformas digitais reduz o preconceito ; H2) o contato intergrupal, via realidade virtual reduz o preconceito (autores); e, H3) o contato intergrupal, através do embodiment, reduz o preconceito (autores). A revisão sistemática de literatura e, o processo de análise cumpriram as recomendações PRISMA (autores). Esta meta-análise, avaliou 60 artigos, 64 estudos, que incluíram 6577 participantes, e 294 efeitos estatísticos. Os resultados, suportaram as hipóteses da seguinte maneira: H1) o contato intergrupal via plataformas digitais reduz o preconceito (autores); H2) o contato intergrupal, via realidade virtual reduz o preconceito, mas não supera o efeito das outras palataformas digitais (autores); e, H3) o contato intergrupal, através do embodiment, reduz o preconceito, mas não é significativo quando comparado com outras plataformas digitais (autores). Palavras-Chave: Preconceito, Hipótese de Contacto, Contato Intergrupal Virtual, Realidade Virtua, Embodiment, Meta -análise
Prejudice, as a negative and derogatory attitude, emotion, and/or value judgment, shapes intergroup relations, and excludes groups and people to the detriment of others (Allport, 1954; Brown, 1995; Duckitt, 1992, 2019). Research demonstrates that Indirect Intergroup Contact reduces prejudice (); and, that digital platforms (online/virtual/online) are a prime tool for change in intergroup relations As part of an intervention project Fighting Prejudice, we sought to evaluate the effectiveness of Virtual Reality and Embodiment, in light of the Contact Hypothesis (Alport, 1954; Pettigrew & Tropp, 2006) in reducing prejudice, via virtual intergroup contact () The present meta - analysis tested the following hypotheses: H1) intergroup contact via digital platforms reduces prejudice (authors); H2) intergroup contact, via virtual reality reduces prejudice (authors); and, H3) intergroup contact, via embodiment, reduces prejudice (authors). The systematic literature review and, the analysis process met PRISMA recommendations (authors). This meta-analysis, evaluated 60 articles, 64 studies, which included 6577 participants, and 294 statistical effects. The results, supported the hypotheses as follows: H1) intergroup contact via digital platforms reduces prejudice (authors); H2) intergroup contact, via virtual reality reduces prejudice, but does not outperform the effect of other digital platforms (authors); and, H3) intergroup contact, via embodiment, reduces prejudice, but is not significant when compared to other digital platforms (authors). Keywords: Prejudice, Contact Hypothesis, Virtual Intergroup Contact, Virtual Reality, Embodiment, Meta-analysis
Descrição: Orientação: Maria Leonor Pereira da Costa Novo
URI: http://hdl.handle.net/10437/14182
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
V.F._FÉLIX_ELSA_MPSO_1DE1_2023.pdfDissertação de Mestrado1.18 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.