Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/13790
Título: Ética e sustentabilidade na ótica da Gestão de Recursos Humanos : um estudo de caso no setor bancário na zona norte
Autores: Nogueira, Maria João da Silva Marques
Orientadores: Moreira, Ricardo Manuel Magarinho Bessa, orient.
Palavras-chave: MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
GESTÃO
MANAGEMENT
GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
HUMAN RESOURCES MANAGEMENT
ÉTICA
ETHICS
SUSTENTABILIDADE
SUSTAINABILITY
GESTÃO DE EMPRESAS
BUSINESS MANAGEMENT
SETOR BANCÁRIO
BANKING SECTOR
Resumo: Neste trabalho pretendeu-se demonstrar a responsabilidade da Gestão de Recursos Humanos em práticas de ética e sustentabilidade empresarial, bem como a crescente importância que, no setor bancário, se procurem princípios assentes num futuro económico, social e ambiental sustentáveis. A ética empresarial é, cada vez mais, pilar do funcionamento das organizações, e foram os desafios enfrentados no mundo de trabalho de hoje que levaram a que esta temática passasse a ter cada vez mais uma importância fulcral nas empresas, entre elas as do setor bancário. A ética deixou de ser um conceito teórico e transformou-se numa realidade concreta, observada por todos, uma vez que a perceção dos comportamentos das pessoas e das organizações se tornaram visíveis para todos. As pessoas são a base duma organização e os seus comportamentos são o reflexo dos seus valores, mas também de influências que advêm de ambientes, quer internos quer externos, à organização. Assim, o sistema bancário introduziu nas suas organizações códigos de ética e de conduta, para que se fossem adotando comportamentos cada vez mais claros nos procedimentos do dia a dia. Nos últimos anos, as preocupações sociais e ambientais têm aumentado. Se inicialmente estas preocupações eram tema apenas individual, onde se destacavam algumas personalidades mundialmente conhecidas que alertavam para esta problemática, agora, com a pressão social que tem vindo a crescer, as grandes empresas também começaram a ter um papel fundamental no desenvolvimento da Responsabilidade Social. Estas organizações passaram a ter, voluntariamente, preocupações ambientais, sociais e económicas, não apenas relacionadas com a sua atividade, mas também ao nível interno, com os seus colaboradores onde tem sido feito um investimento nos recursos humanos, na saúde, na segurança, na gestão de conflitos, na gestão da mudança, e ainda ao nível externo, onde têm sido promovidas ações de práticas sustentáveis e de responsabilidade social. O setor bancário assume a importância de, cada vez mais, contribuir para o desenvolvimento sustentável numa economia nacional e internacional. Esta dissertação teve como objetivo analisar a evolução que o gestor de Recursos Humanos tem sofrido e de que forma contribui para que as políticas exercidas, no setor bancário possam ser assentes em soluções éticas e sustentáveis, em particular do Crédito Agrícola, estudando não só as orientações e práticas executadas, e que contribuem para a sustentabilidade, mas também reconhecer os desafios que este setor, cada vez mais, tem e de como é possível participar no crescimento da responsabilidade social, dentro e fora da sua organização. Tratou-se de um estudo assente numa abordagem qualitativa de natureza não probabilística, que não pretende que os seus resultados sejam extrapolados para outros contextos ou realidades. Como instrumento metodológico, utilizaram-se entrevistas semiestruturadas numa amostra de dez indivíduos (num total de vinte e quatro), distribuídos por quatro dependências/balcões diferentes. Como técnica de análise recorreu-se à análise de conteúdo.
The purpose of this work is to demonstrate the responsibility of Human Resources Management in ethical practices and business sustainability and how it is increasingly important for the banking setor to seek principles based on a sustainable economic, social and environmental future. Business ethics is more and more the pillar of the functioning of organizations, and the challenges faced in today’s world of work, led this issue to become increasingly important in companies, including those in the banking setor. Ethics is no longer a theoretical concept and it became a tangible reality, observed by everyone, since the perception of the behavior of people and organizations became visible to everyone. People are the basis of an organization, and their behavior is a reflection of their values, but also of influences that come from environments, both internal and external, to the organization. Thus, the banking system has introduced codes of ethics and conduct in their organizations, so that increasingly clear behaviors can be adopted in their day-to-day procedures. In recent years, social and environmental concerns have increased. If initially these concerns were just an individual issue, where some world-known personalities stood out and warned us of this issue, now with the social pressure that has been growing, large companies have also begun to play a fundamental role in the development of Social Responsibility. These organizations voluntarily began to have environmental, social and economic concerns, not only related to their activity, but also internally, with their employees, by making an investment in human resources, health, safety, management of conflicts, management of change, and also at the external level, with the promotion of actions of sustainable practices and social responsibility. The banking setor assumes the importance of contributing more and more to a sustainable development in a national and international economy. This dissertation aims to analyze the role that the Human Resources Manager plays and how it contributes to the practice of principles based on ethical and sustainable solutions in the banking setor and in the particular case of “Crédito Agrícola”, studying not only the guidelines and practices implemented, and that contribute to the sustainability, but also recognizing the challenges that this setor, increasingly, has and how it is possible to participate in the growth of social responsibility, inside and outside his organization. This is a study based on a qualitative perspective of non-probabilistic nature, which does not intend that its results can be extrapolated to other contexts or realities. As a methodological instrument, semi-structured interviews were used in a sample of ten individuals (in a total of twenty-four) from four premises. The content analysis was used as the analysis technique.
Descrição: Orientação: Ricardo Bessa Moreira
URI: http://hdl.handle.net/10437/13790
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese_v05_cd.pdfDissertação de Mestrado976.07 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.