Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/13140
Título: A inteligência emocional de um recrutador : um estudo exploratório no norte do país
Autores: Areias, Tânia Raquel Araújo
Orientadores: Moreira, Ricardo Manuel Magarinho Bessa, orient.
Palavras-chave: MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
EMOÇÕES
RECRUTAMENTO DE PESSOAL
HUMAN RESOURCES MANAGEMENT
EMOTIONAL INTELLIGENCE
EMOTIONS
STAFF RECRUITMENT
Resumo: A investigação acerca da inteligência emocional tem demonstrado que esta se encontra associada a diversas variáveis de ajustamento psicológico, tais como; uma melhoria na gestão do tempo e, por consequente, uma maior produtividade, uma redução no uso de atividades de autodefesa, uma melhor capacidade de resolução de problemas do dia-a-dia, e mais eficientes competências ao nível da gestão emocional. O principal foco deste estudo foi investigar como funciona a inteligência emocional de um recrutador nos processos de recrutamento e seleção e perceber se este conceito interfere na qualidade dos processos de recrutamento, assim como entender em contexto real se este pode ser aplicado. Foi utilizada como metodologia uma pesquisa descritiva, na modalidade estudo de caso. O objeto de estudo incidiu sobre uma empresa do sector automóvel. O universo industrial, pós-taylorista, reativo e alicerçado numa visão mecanicista e de curto-prazo, funcionou como um obstáculo à prossecução de uma análise de pendor mais estratégico. Desse modo, procedeu-se a uma abordagem, qualitativa, que teve por base um estudo fenomenológico. A amostra de 6 colaboradores (relativamente escassa e à qual não é alheio o contexto pandémico) apenas serviu intentos meramente exploratórios, não se procurando qualquer representatividade ou inferência de alguma realidade. O seu espectro é idiossincrático e de curto alcance. Optou-se pela aplicação de uma entrevista semiestruturada a recrutadores que desempenham funções de recrutamento e seleção e são, essencialmente, formados em Recursos Humanos. Utilizou-se a análise de conteúdo como técnica e as características estão ligadas às categorias prévias da revisão da literatura. Tratou-se de um estudo não probabilístico e de cariz exploratório no norte do país. Relativamente aos resultados, vão ao encontro do pressuposto que postula que a inteligência emocional não constitui, de per se, uma técnica que utilizem deliberada e conscientemente. É intrínseca e inerente às suas práticas.
; Research on emotional intelligence has shown that it is associated with several psychological adjustment variables, such as improved time management and, consequently, increased productivity, reduced use of self-defence activities, improved ability to solve day-to-day problems, and more efficient emotional management skills. The main focus of this study was to investigate how the emotional intelligence of a recruiter works in the recruitment and selection processes and to understand if this concept interferes with the quality of the recruitment processes, as well as to understand in a real context where it can be applied. A descriptive research was used as methodology, in the case study modality. The object of study focused on a company in the automotive sector. The,post-tayloristic, reactive, with a shortterm mechanicist vision industrial universe, revealed itself as an obstacle to the pursuit of a more strategic analysis. Thus, a qualitative approach was used, based on a phenomenological study. The sample of 6 collaborators (relatively scarce and not unrelated to the pandemic context) only served purely exploratory purposes, not seeking any representativeness or conclusion of any reality. Its spectrum is idiosyncratic and short in scope. We chose to apply a semi structured interview to recruiters who perform recruitment and selection functions and are essentially Human Resources graduates. Content analysis was used as a technique and the characteristics are linked to the previous categories of the literature review. This was a non-probabilistic and exploratory study in the north of the country. In regards to the results, they are in line with the assumption that emotional intelligence is not, per se, a technique that is used deliberately and consciously. It is intrinsic and inherent to their practices.
Descrição: Orientação: Ricardo Bessa Moreira
URI: http://hdl.handle.net/10437/13140
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tania Raquel Araújo Areias- Tese Mestrado feita.pdfDissertação975.98 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.