Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/13068
Título: A relação entre a inteligência emocional e a inclusão de pessoas com deficiência nas organizações
Autores: Alexandre, Inês da Conceição Madeira
Orientadores: Martins, Elisete, orient.
Palavras-chave: MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
CIDADÃOS COM DEFICIÊNCIA
INCLUSÃO SOCIAL
EXCLUSÃO SOCIAL
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
HUMAN RESOURCES MANAGEMENT
PERSONS WITH DISABILITIES
SOCIAL INCLUSION
SOCIAL EXCLUSION
EMOTIONAL INTELLIGENCE
Resumo: O estudo tem como objetivo perceber se os nossos líderes das empresas estão preparados para integrar nas suas equipes de trabalho pessoas com deficiência. Como tal foi necessário dividir o estudo em duas partes, a primeira para perceber todos os conceitos envolventes ao tema deficiência e em segundo lugar, perceber o que é um líder e como este pode influenciar toda a estrutura de trabalho que o envolve. Para tal foi feita toda uma revisão da literatura e posteriormente aplicou-se uma metodologia quantitativa com o objetivo de se explorar a relação entre a Inteligência Emocional (IE) dos líderes e a inclusão das pessoas com deficiência nas organizações. É necessário estar a par de alguns conceitos e da forma como a sociedade vê as pessoas, como as tenta caracterizar por determinada forma de ser ou de estar. O ser humano tem de se adaptar às diferentes realidades que encontra, mas neste caso, o mercado de trabalho também tem de estar adaptado às necessidades apresentadas pelas características inerentes a cada pessoa. Para conseguirmos lidar com os outros e saber interpretar as suas emoções e capacidades, temos primeiramente que saber o que nós próprios sentimos e, saber gerir as nossas emoções. Como tal, faz todo o sentido abordar o tema da inteligência emocional em contexto de organização, perceber até que ponto estão os líderes e gestores das empresas preparados emocionalmente para gerir e lidar com pessoas com deficiência.
The study aims to understand whether our company leaders are prepared to integrate people with disabilities into their work teams. As such, it was necessary to divide the study into two parts, the first to understand all the concepts surrounding the disability theme and secondly, to understand what a leader is and how he can influence the entire work structure that involves him. For this, a whole literature review was carried out and later a quantitative methodology was applied in order to explore the relationship between the Emotional Intelligence (EI) of leaders and the inclusion of people with disabilities in organizations. It is necessary to be aware of some concepts and the way society sees people, as it tries to characterize them by a certain way of being or being. Human beings have to adapt to the different realities they encounter, but in this case, the job market also has to be adapted to the needs presented by the inherent characteristics of each person. In order to be able to deal with others and know how to interpret their emotions and abilities, we must first know what we feel and know how to manage our emotions. As such, it makes perfect sense to approach the topic of emotional intelligence in an organizational context, to understand to what extent are the leaders and managers of companies emotionally prepared to manage and deal with people with disabilities.
Descrição: Orientação: Maria Elisete Martins ; co-orientação: Carlos Miguel Oliveira
URI: http://hdl.handle.net/10437/13068
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação-Inês-Alexandre-VERSÃO-FINAL.pdfDissertação de Mestrado2.35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.