Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/12936
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorRoberto, Amílcar, orient.-
dc.contributor.authorFerreira, Bárbara Sofia Garrido-
dc.date.accessioned2022-06-09T16:19:37Z-
dc.date.available2022-06-09T16:19:37Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10437/12936-
dc.descriptionOrientação: Amílcar Robertopt
dc.description.abstractAs Proteínas Inibidoras de Ribossomas (RIPs) existem em plantas e fungos, atuando como forma de proteção das mesmas contra agentes patogénicos. Estas danificam irreversivelmente os ribossomas das células inibindo consequentemente a síntese proteíca. As RIPs há muito que têm sido investigadas, determinando avanços no conhecimento do seu mecanismo de ação e verificando a sua possível aplicação no âmbito bio-médico. Relativamente às aplicações bio-médicas, encontramos nas RIPs actividade antiviral, antifúngica, imunológica e principalmente anti-cancerígena. Biologicamente, o cancro é definido como uma proliferação celular anormal. Acima de tudo, o cancro é a doença do século XXI, sendo atualmente uma das principais causas de morte. É inquestionável a necessidade de investigar uma área tao importante como esta, ao nível do tratamento, detecção, prevenção ou “apenas” da forma a melhorar a qualidade de vida dos seus portadores. As RIPs, sendo enzimas que depurinam o RNA ribossomal (rRNA), inibindo a síntese proteica, potenciam uma esperança para a sua apllicação no cancro, uma vez que podem inibir a proliferação celular através de vários mecanismos.pt
dc.description.abstractRibosome Inactivating Proteins (RIPs) exist in plants and fungi, acting as a way of protecting them against pathogens. They irreversibly damage the ribosomes, inhibiting the protein synthesis. RIPs have long been researched and advances have been made, especially as far as their mechanism of action works and their potential applications in the bio-medical field are concerned. Within these, we find antiviral, antifungal, immunological and mainly anti-cancer activity. Biologically, cancer is defined as an abnormal cell proliferation. Most of all, cancer is the XXI century disease and is currently a leading cause of death. It is, thus, urgent to investigate such deadly disease on its treatment, detection, and prevention levels or "just" to find a way to help improve the quality of life in cancer patients. RIPs, being enzymes that purify ribosomal RNA (rRNA), inhibiting protein synthesis, increase hope for their use in cancer treatments, since they can inhibit cell proliferation through several mechanisms.en
dc.formatapplication/pdfpt
dc.language.isoporpt
dc.rightsopenAccesspt
dc.subjectMESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICASpt
dc.subjectCIÊNCIAS FARMACÊUTICASpt
dc.subjectCANCROpt
dc.subjectPROTEÍNASpt
dc.subjectPHARMACEUTICAL SCIENCESen
dc.subjectCANCERen
dc.subjectPROTEINSen
dc.titleProteínas inibidoras de ribossomas : aplicações na terapia do cancropt
dc.typemasterThesispt
dc.identifier.tid202790851pt
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação RIPs final apos defesa (1).pdfDissertação de Mestrado1.17 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.